Lei de Little

Publicada pela primeira vez em 1954 por John Little, professor de Investigação Operacional no MIT, esta lei do domínio da Teoria das Filas de Espera afirma que: Num sistema estável, o número de clientes é igual à taxa média de processamento do sistema, multiplicada pelo tempo médio que o cliente passa no sistema. Aplicada a um ambiente de produção industrial, podemos formular a lei de Little do seguinte modo: Tempo de escoamento (lead-time) = Stock em curso / Cadência de Produção. Basicamente, o que a Lei de Little nos diz é que o tempo de escoamento (lead-time) de um processo é diretamente proporcional ao volume de stock em curso nesse mesmo processo, pelo que a redução de stock em curso em sistemas produtivos permite encurtar o respetivo tempo de escoamento.

©2020 Actio Lean Consulting.