Shojinka

Este termo refere-se a meios de produção utilizando uma força de trabalho flexível. Pretende-se ajustar o número de operadores à variação do volume da procura, a qual se traduz na revisão periódica do takt-time. O Shojinka compreende vários aspetos complementares: O desenvolvimento, através de formação e treino regulares, de operadores polivalentes, numa perspetiva multi-processo, mais que multi-máquina. A existência de meios de produção adaptados ao conceito (tipicamente, a linha em U). A definição de trabalho normalizado para uma equipa de tamanho variável. A linha Shojinka, contrariamente a uma linha tradicional com número fixo de operadores, permite maximizar a produtividade da mão-de-obra em condições variáveis de procura.

©2020 Actio Lean Consulting.